Dois bicudos não se beijam



Regina Racco

http://www.pompoarte.com.br/

Se você é uma pessoa racional, que sabe exatamente para onde quer ir, que planeja cada passo que dá, sabendo exatamente tudo o que fazer, falar, etc…

Se levanta o queixo altivamente e dá de ombros quando algo não vai bem…

Se “mata” com duas frases uma possível crise, minha amiga: Você É um homem!

Nós não somos assim. Sofremos, choramos nos descabelamos e precisamos de um dicionário todinho, de cabo a rabo para explicar todos os porquês.

E sendo assim, é bastante comum em um relacionamento, “exagerarmos” na dose no ciúme, nas cobranças. Por mais se que fale e até compreendemos ser o homem um Ser diferente de nós, ainda assim queremos que ele reaja exatamente como nós. Mero engano. Digo perigoso engano. Não é bem assim. Nunca será. A parceria maravilhosa homem/ mulher se baseia exatamente nestas diferenças. Simples assim.

Ele esqueceu seu aniversário? Básico. Homem não se liga nisso.

Não abaixou a tampa do vaso? Que tampa? Que vaso?

Não valoriza seu trabalho doméstico, tanto ou mais cansativo que o dele? Cobre sim, você não é escrava, mas saiba que os seus valores (organização, principalmente) são bem diferentes dos dele e aí cabe um ajuste, afinal, moram juntos, mas preferencialmente sem estresse, porque não vale a pena.

Problemas graves, sérios, sofrimento e mágoas acontecem em um relacionamento, sabemos disso. Mas meninas acreditem: Tudo, absolutamente tudo pode ser resolvido de forma mais simples. Se o casamento realmente não tem mais jeito: Separe-se. Mas o faça de forma a amenizar o sofrimento principalmente dos filhos. Você tem direito à felicidade e ele também! Mas falo principalmente àquelas que estão atravessando crises solucionáveis. Vale a pena rever conceitos e relaxar um pouco mais.

Entender que homem (como passarinho) não gosta de sentir-se preso. Necessita ter liberdade para sair com amigos, relaxar sozinho e isso não quer dizer que Não A AME! Ao contrário: Saindo, refrescando a “cuca” ele voltará cheinho de amor para dar para aquela mulherzinha tão compreensiva que o espera em casa!

Quando entendemos a diferença homem/mulher, percebemos que é possível administrar melhor. Continuaremos sendo pura emoção, jamais seremos tão racionais como o homem e sendo assim, a auto análise dos sentimentos auxiliará para moderarmos atitudes que poderiam trazer mais sofrimento que contentamento à nossa vida. Ninguém quer ser infeliz e muitas vezes, pela nossa incompreensão em relação aos nossos sentimentos, atingimos e magoamos as pessoas que mais amamos.

Quer ser mais feliz? Cultive o relaxamento, pese antes de se descabelar se todo esse barulho realmente é necessário.

Uma dica: Embora já tendo concedido muitas entrevistas antes, a vez que estive no Programa Mais Você, com a Ana Maria Braga, foi um momento de muita ansiedade. Tudo teria que sair perfeito. Sozinha no camarim, olhei no espelho e disse a mim mesma:

-Hoje, as 11:30 darei um enorme PIT. Vou me escabelar, tremer e gaguejar!

Ocorre que o programa era de 08:00 as 09:00, sendo assim o meu PIT só aconteceria depois que já tivesse acabado.

E é claro que não dei PIT algum (já não precisava)…

Então: Ao sentir que está prestes a “rodar a baiana” olhe-se no espelho e diga:

-Que ódio! Dentro de duas horas vou esganar este canalha!

E cumpra. Espere algumas horas para tirar satisfações, esbravejar etc… Verá que após esse tempo, já não há desejo para tanto.

Meu filho quando pequeno, também me deu uma ótima lição. Quando alguém o aborrecia, ele inflava as bochechas rosadas e gritava:

-A terceira vez que você fizer isso, vai ver só!

Não falava segunda e sim terceira vez. Não é outra boa sugestão?

Estou me referindo às vezes que o que ocasionou o impasse foram coisas relativamente pequenas. Vamos combinar: 80% das vezes. É ou não é?

Amigas, pensem nisso. Somos mulheres, entender nos fará sofrer menos.

Anúncios