De Bigodes e Vaginas



É sempre assim. Vivemos no automático. A rotina que sempre falo nos deixa em um estado tal, que mal percebemos as pequenas coisas, muito menos em nós mesmos. Somente diante de um fato novo, saímos bruscamente da rotina e olhamos a nossa volta. Assim como um grito no escuro, ou o barulho de uma freada brusca.

Esta é a história de uma aluna, assim, ela resumiu anos de sua vida.

Costumo sempre que possível, perguntar as minhas alunas o que as levou a buscar um dos meus cursos. A partir de suas respostas, o grupo, que normalmente se mantém calado, se solta e interage mais. O que para mim é ótimo, até em virtude dos temas que serão apresentados.

E sua resposta levou a sala toda ao delírio e posteriormente a reflexão.

-Estou aqui por causa dos bigodes de meu marido.

Silêncio e olhares curiosos. Continuou:

-Sim, estou aqui porque meu marido tirou os bigodes e eu me lembrei que tinha vagina.

Risos e caras de espanto.

Ela explicou: Seu marido, um homem sério e calado que aprendera a conviver apesar de sua natural espontaneidade, havia recentemente tirado os bigodes que o acompanhavam desde que ela o conheceu a mais de quinze anos. E não somente isso: Entrou para a musculação, mudou o modo de vestir-se. Estava, nas palavras dela, muito mais bonito, mas, com cara de safado.

A suspeita de que junto com tantas mudanças, também poderia ter surgido outra mulher, começou a ganhar corpo em sua mente e talvez tenha sido isso que a fizera despertar.

Seu casamento havia perdido o encanto e já não era de hoje. Quase não conversavam e sexo então, era praticamente coisa do passado. Havia amizade, interesses em comum, os filhos e só.

Repentinamente o despertar!

Era ainda jovem e ele também. Quando foi que esse desinteresse todo começou? Cinco seis anos?

Ela sabia perfeitamente ser uma ótima mãe, profissional, dona de casa, filha, amiga e de seu marido, companheira, um pouco mãe dele também e só.

E seu prazer? Seu desejo? E ainda usando as suas palavras:

Onde estava a sua vagina?

Por isso a sua frase de “apresentação” no curso. Por isso estava ali. Não cobrara de seu marido nenhuma satisfação, sequer externara suas suspeitas. Na verdade isso nem importava tanto. A questão era sua e assim precisava ser tratada para poder continuar o seu “redescobrimento”.

Sabe perfeitamente que tem um caminho pela frente. Não um caminho árduo, a vantagem é que esse é um caminho prazeroso. Descobrir sua sensualidade, treinar seus músculos de prazer, encontrar gosto e cor em sua vida e reconquistar seu marido. Na verdade, conquistar esse novo homem sem bigodes que reside em sua casa.

Não tenho duvidas de que irá conseguir, li isso em seu olhar. Já é também uma nova mulher e está no caminho certo, buscando todo o prazer a que tem direito.

O que importa é que soube aproveitar o susto que as mudanças trouxeram e está tirando o melhor disso tudo.

E você? Está desperto (a)? Está feliz? Ou está na hora de verificar desejos, sonhos, genitais e bigodes?

Regina Racco

Os kits de treinamento estão com cara nova! São as novas edições, O Livro de Ouro do Pompoarismo já na décima edição e A Conquista do Prazer Masculino, na segunda! Conheçam em http://www.pompoarte.com.br/:
Anúncios