Engenharia do Sexo

Como uma boa obra, tudo tem que ter um ajuste perfeito. Nenhuma parede seria erguida (e permaneceria assim) sem cálculos e correções. E por incrível que pareça, no sexo também é assim, nem sempre tudo vem pronto e casais apaixonados se veem frente a frente com algumas discrepâncias que incomodam e põem em risco a relação. Bem, o kama sutra, escritos antigos indianos, datados de 400 anos A.C, já relatava isso. Para quem lê pela primeira vez, parecem relatos bizarros, aparentemente fora da nossa realidade. Eu disse, aparentemente…

 

Mas como estes ensinamentos são conhecidos! Em parte pelas famosas posturas, mas há neles elementos que podem ser aplicados em nossos dias e melhorar ainda mais nosso relacionamento amoroso e ele relata o que abordo nesta matéria, ajustes…

 

O kama Sutra separava os relacionamentos entre homens e mulheres de acordo com seus tamanhos. Isso mesmo, tamanhos, por mais absurdo que isso soe nos dias de hoje… Eram apontados três tipos de homens e suas respectivas parceiras “perfeitas”, chamados  iguais, aqueles que se ajustavam naturalmente e desiguais quaisquer união entre os “diferentes”.

 

Assim, homens lebre, touro e cavalo, seriam pares perfeitos para as mulheres corça, égua e elefoa. E os pares diferentes seriam formados por uniões entre os desiguais em relação ao tamanho de seus órgãos genitais. Não é difícil entender que as posturas apresentadas neste estudo e tão famosas mundialmente apontam para as possíveis soluções para os desiguais já que os iguais são aquelas uniões perfeitas que acontecem de vez em quando. É fácil perceber que é muito mais comum encontrarmos casais que precisam de certo ajuste, para que o prazer se intensifique.

 

Recebo e-mails de mulheres aflitas preocupadas com um possível afrouxamento no canal, que elas chamam de “vagina larga”, sofrem e se preocupam em não estar proporcionando prazer aos parceiros assim como tem o próprio prazer prejudicado. Claro que certa perda do tônus muscular acontece, pela idade e outros fatores e a ginástica íntima resolve, fortalecendo os músculos genitais, mas porque não pensarmos também que problemas assim podem ocorrer quando um homem e uma mulher que possuam anatomias “desiguais” se encontram e se casam?

 

Afinal, somos tão humanos quanto aqueles que viveram no período em que o kama sutra foi escrito, ou não?

 

E se há problema, há solução e neste caso está claro que as posturas diferenciadas poderão ajudar.

 

Alguns de nós se fecham de tal modo a qualquer mudança quando o assunto é sexo que até mesmo mudar as posturas se torna difícil. Já ouvi de mulheres que tudo que foge do papai/mamãe não é “normal”. Declaração absurda. Se olharmos em redor, na natureza, essa é exatamente uma postura que poderíamos dizer, fora do normal, se levarmos em conta que somos também animais.

 

Ainda bem que são poucos os que pensam assim, a grande maioria aceita mudanças quando percebem que estas vêm para beneficiar ou mesmo corrigir algo que não vai bem.

Analise… Há alguma coisa errada com o relacionamento? Tudo está bem mais o sexo não é tão prazeroso como deveria ser? Ajuste-se. Experimente. Faça uma boa obra de contenção ou alargamento, porque não? Afinal o que vale é o que virá depois: O prazer absolutamente incrível que todos merecemos. Vejam as dicas e aproveite, afinal, o que são pequenos ajustes em troca do aumento do prazer?

 

Regina Racco é professora de ginástica íntima, autora dos livros: O livro de Ouro do Pompoarismo, A Conquista do Prazer masculino e Pirulito e Outras Delícias, sexo para mestres na arte da sedução

 
Ajustando diferenças..

 

O comportamento do homem

 

Coloco nas dicas as melhores posturas que a mulher pode adotar para “corrigir” um problema de tamanhos desiguais, mas não quero dizer com isso que somente a mulher tem que se responsabilizar por esses ajustes. Cabe ao homem auxiliá-la em todas as posturas, facilitando ao máximo para que haja equilíbrio e perfeição em cada uma delas. E deixo livre, colocando apenas os procedimentos, assim cada casal poderá criar livremente as posturas que melhor se adequar a cada um, essa é uma tarefa das mais gratificantes, use e abuse afinal a imaginação é o tempero que não pode faltar ao sexo de qualidade.

 

Mulher corça

 

Trazendo para a linguagem de nossos dias seria uma mulher de canal mais curto, perfeita para um homem de pênis não tão grande ou grosso e se o parceiro não se enquadra neste perfil, basta utilizar as posturas que facilitem a penetração, ou seja: Todas as posturas que de algum modo “alarguem” o canal. Podem ser usadas almofadas para que fique mais alta, facilitando assim a abertura, a mulher pode ficar por cima ou mesmo ser penetrada por trás, com ela mantendo as pernas um pouco separadas.

 

Mulher Égua

 

Seria o que chamamos de uma mulher dentro da normalidade em relação ao tamanho de seu canal. O ajuste se faria necessário apenas para um homem de pênis mais fino e pequeno. E neste caso as melhores posturas seriam as de contenção: Pernas semi fechadas, posição “de ladinho”, deitada sobre ele, mas mantendo as pernas juntas etc… Enfim, todas em que posse possível ter o domínio da abertura e para um homem mais avantajado, as posturas onde a abertura se faça com mais facilidade.

 

Mulher Elefoa

 

Grande, espaçosa, perfeita para um homem cavalo, igualmente grande. Semelhante a mulher égua, terá que ajustar com posturas de contenção para um homem de pênis mais fino ou curto, exatamente como a mulher égua já que para homens avantajados, ela é perfeita.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Anúncios