Orgasmo, uma questão pessoal

Ok. Você já ouviu falar muito sobre orgasmo, tem algumas certeza e muitas dúvidas. Acha que nunca viveu um orgasmo, ou acha que jamais conseguirá? Ou sabe que chega ao orgasmo, mas, em um dia é uma delícia e no outro, apenas uma sensaçãozinha “meia-boca”. Então é claro, pensa (erroneamente) que tem problemas e dos grandes! Quantas indagações sobre um mesmo tema. Bem, essas dúvidas todas só me provam uma coisa: O mecanismo capaz de levá-la ao super orgasmo está funcionando e muito bem! 🙂

-Que mecanismo é este?

Sua mente. Exatamente. Não é no seu aparelho genital que o orgasmo começa a ser “arquitetado”, é na sua mente.

Transe preocupada, ansiosa, tensa e o resultado será incapacidade em alcançar o orgasmo.

Transe relaxada e terá um belo orgasmo, ou um super orgasmo, ou ainda vários orgasmos em série. Bom? Ótimo!

A mulher que treina a musculatura genital, que dedica tempo ao autoconhecimento de seus mecanismos de prazer está a mais de meio caminho para a satisfação total na vida sexual e se esta mulher entende que seu corpo reage a uma mente receptiva, aí os resultados são imbatíveis.

No momento em que começa o seu encontro amoroso, desligue imediatamente o contato com todo o resto.

Não pense em nada que não seja o que está sentindo, qual a posição que a deixa mais relaxada e acompanhe de pertinho as sensações, mas sem intervir mentalmente. Apenas sinta.

Isso é aprendizado. Ninguém consegue de uma hora para outra. Por certo pensamentos indesejados chegarão e tentarão se instalar, sacuda ligeiramente a cabeça, movimente-se, crave os dentes (de levinho) naquele saboroso corpo que está bem perto do seu, dedique-se a beijá-lo ainda mais. Esses são mecanismos para expulsar os pensamentos intrusos. Outra coisa: Todos fantasiam no sexo. E fantasiar não é ruim ou forma de traição, nada disso. Deixe livre sua mente para que as fantasias apimentem ainda mais este momento já tão gostoso.

Sexo é bom. Não, na verdade sexo é ótimo! É vida, pulsa e nos enche de vitalidade, mas para que realmente você alcance o máximo, é preciso que se conheça e se goste muito. Assim, começando em você, logo, envolverá o parceiro e ambos poderão de fato partilhar um encontro amoroso de verdade, forte, intenso e muito, muito prazeroso!

Regina Racco

http://www.pompoarte.com.br

Anúncios