O Sexo para 2019

O Sexo, para 2019

Que tal aproveitar que o ano apenas começou para tomar algumas resoluções? Calma… Não estou falando “daquelas” resoluções de ano novo que abandonamos mal a rotina começa… Perdão, algumas pessoas conseguem, vamos ser justos, mas a maioria… Mas pelo menos na vida amorosa podemos sim, resolver internamente como queremos levar o ano, porque é exatamente aí (em nosso interior) que dá para construir, remediar e mudar completamente uma realidade que por acaso não esteja agradando mais. Repito insistentemente que o amor odeia rotina e faço isso porque sei perfeitamente que é aí que mora o perigo: Deixar para depois aquele carinho que não levaria mais de um minuto, aquela palavra amável, antes de sair para o trabalho, o abraço no retorno… Isso sem falar que a maioria de nós odeia quando o outro diverge em algo,  como se desconhecêssemos que quando se junta dois elementos diferentes, é perfeitamente normal que hajam divergências e é o modo com que reagimos a elas que pode adoçar ou azedar a relação.
Portanto, se você gosta (e quem não gosta?) de um sexo prazeroso e aquela união amorosa e agradável que deixe a ambos satisfeitos, faça a sua parte e estimule o outro a fazer também.
O sexo tem que ser bom, pleno e ao acabar, deixar um gostinho de quero mais e isso só é possível para os casais que pensam “naquilo” também fora da cama. O antídoto para a mesmice é habituar-se a pensar nos momentos de prazer, durante o dia, não importando o quanto a vida nos exige, aliás, pensar em sexo, deixa a vida mais leve, experimente.

E se você acha que demandará muito tempo para que consiga “ajustar” as bases para essa vida melhor amorosamente, engana-se, não é preciso malabarismos para agradar um ao outro, são atitudes carinhosas e atenciosas que no dia a dia serve de alimento ao amor.

Regina Racco

Originalmente publicado no Jornal Expresso (Globo)

Dicas da matéria:

  1. Sexo mental
    Lembrem-se das horas quentes que viveram na última transa durante o dia, isso servirá como aperitivo para a próxima.
  1. Viva leve
    Não se aborreça e nem cobre pequenos deslizes, não somos perfeitos, assim o outro se sentirá à vontade com seus defeitos e também perdoará os seus.
  1. Seja carinhoso(a)
    Demonstre afeto nas pequenas coisas, um carinho, por exemplo, nem sempre precisa acabar em sexo, apenas abrace, beije, acaricie.
  2. Um tempo para os dois
    Planeje uma noite quente por semana, solte a imaginação, massagem, brinquedos ou alguma surpresa nunca é demais.
Anúncios